Memória em Vídeo: Mestres Nô e Bobó

Ilha de Santa Catarina. Novembro de 1988. Acervo: Alemão.

Anúncios

I Encontro das Culturas Negras

Mestre Nô esteve presente no I Encontro das Culturas Negras, evento realizado no Forte de Santo Antônio do Carmo ou Forte da Capoeira em Salvador – BA.

Abaixo um resumo do evento e foto dos Mestres de Capoeira presentes:

“Os portões de ferro do Forte de Santo Antônio Além do Carmo, ou Forte da Capoeira, em Salvador, edificação secular que já foi uma prisão destinada aos afrobrasileiros na época do Brasil Colônia, foram abertos para o I Encontro das Culturas Negras, realizado pela Secretaria de Cultura do Estado (Secult). O evento iniciado nesta quinta-feira (8), com a presença do  governador Jaques Wagner, da ministra da Promoção da Igualdade, Luiza Bairros, e outras autoridades, terá atividades em Salvador e Santo Amaro.

Acadêmicos, pesquisadores, artistas e militantes do movimento negro de diversas partes do mundo se reúnem, até o dia 12, para celebrar, discutir e difundir as culturas negras, principalmente as que resultaram da diáspora africana. “Como a Bahia é o território mais negro fora da África, para nós é um orgulho fazer este evento. Espero que seja consolidador da nossa cultura de promoção da igualdade, para o futuro e para a história do Brasil”, afirmou Wagner.

O antropólogo e pesquisador da diáspora Africana, Umi Voughan, da cidade de Oakland, nos Estados Unidos, foi convidado para participar das discussões e encontrou um ambiente favorável às suas pesquisas. “Estou conhecendo gente de muitas partes diferentes do mundo, do Caribe, latino-americanos, dos Estados Unidos. Um senhor me falou sobre um ritmo do Uruguai que parece com o samba e outros ritmos de Cuba. Isso será um caminho para eu seguir nas minhas pesquisas”.

Shows e debates em Salvador e Santo Amaro

O secretário da Cultura, Albino Rubim, declarou que a intenção “é fazer com que a Bahia ocupe o lugar que merece, articulando as culturas negras do mundo, do Brasil e a ideia é esta”. Segundo ele, foi organizada uma programação de debates, cultural, artística, com exposições, dança, teatro emúsica.

A ministra da Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, avalia que “Salvador se consolida como um polo receptor e irradiador de cultura, tem uma centralidade muito grande na manutenção das nossas tradições e das manifestações culturais negras. A prova disso é a presença de tantos estados e países que vieram para este encontro”.

Para celebrar o Mês da Consciência Negra, nesta sexta-feira e no sábado (9 e 10), as atividades serão realizadas no Auditório da Faculdade de Medicina, no Terreiro de Jesus, na Escola de Dança da Funceb, Ruas e Largos do Pelourinho, no Centro Histórico de Salvador, e no dia 12, no Teatro Dona Canô, em  Santo Amaro”.

Fonte: Site da Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia

http://www.comunicacao.ba.gov.br/noticias/2012/11/08/forte-do-santo-antonio-abre-os-portoes-para-o-1o-encontro-das-culturas-negras

I Encontro das Culturas Negras Foto: Carol Garcia / SECOM